Unheimlisch ou o estranho familiar

Imagens do diário engessado – que permanece sempre aberto. O diário compõe um dos trabalhos da exposição, no qual se transcreveu e se transcriou o processo vivenciado pelas artistas durante a semana de construção da instalação “cabana”.

 

 

 

 

 

Um poema que está no diário:

 

no silêncio, quase não me ouço.

ações são sistemáticas como uma respiração

corpo e mente num estado flutuante

movimento infinito é circundante em minha vida

tento por para fora e para dentro

o orgasmo nunca chega

agonia e paz
esforço e repouso
desejo e desdém

cada novo instante novas sensações

ideias tomam conta do espaço

o corpo começa a significar ações

complementos, ajustes, refazeres

quero, queria, vou querer.

 

Marta Souza

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: