arquivo

Arquivo mensal: outubro 2013

Fundo do ar sob ruído de fundo

exposição individual de Raquel Stolf

Espaço Tardanza, Curitiba-PR

 

A exposição Fundo do ar sob ruído de fundo apresenta alguns trabalhos desenvolvidos por Raquel Stolf a partir de seu projeto Assonâncias de silêncios (2007-presente). Seu processo tem envolvido situações de escuta e de escrita de silêncios, a partir da gravação e edição digital de áudios de fundos do mar, de fundos de rios e de ruídos de seus arredores, entre outros sons (compondo uma coleção de silêncios). Segundo a artista, o projeto propõe perceber ressonâncias e deslocamentos entre silêncios, num processo de reenvio, repetição e vertigem.

 

Os trabalhos Fundo do mar sob ruído de fundo (2010) e Fundo de rio sob ruído de fundo [dia 1, dia 2, dia 3] (2011-2013) constituem um desdobramento do projeto Assonâncias de silêncios, dando continuidade à coleção de silêncios. Estes trabalhos são compostos por fragmentos de vídeos/áudios, articulados com pequenas “notas-desenhos de escuta” vinculadas a tipologias ficcionais de fundos de rios e de fundos do mar.

 

São apresentados na exposição outros trabalhos que dialogam com os projetos Fundo do mar… e Fundo de rio…, como o projeto Pedra-fantasma (2012-2013), em parceria com Helder Martinovsky, construído a partir da ação de trocar de lugar sete pedras do fundo de um rio, propondo relações entre imobilidade e fluxo. Outros trabalhos, como a instalação Fundo do ar (1996-2013) e os trabalhos Pedra branca (1999) e esse/este (2013), articulam relações entre pedras e cadernos, entre o silêncio enquanto suspensão de linguagem, a pausa enquanto intervalo de sentido e a palavra como isca-pista de silêncio. A artista apresenta também um texto que reúne anotações de processo, que atravessam a exposição.

 

 

Abertura: 2 de novembro de 2013, às 16h

18h: projeção (super-8) de Pedra-fantasma 

(em parceria com Helder Martinovsky) 

 

De 5 a 30 de novembro de 2013

 

Espaço Tardanza

Av. Senador Souza Naves, 540, casa 3, 

Alto da Rua XV, Curitiba-PR

Visitação: 3a a 6a, das 14h às 18h

   

www.espacotardanza.wordpress.com

Fundo do mar sob ruído de fundo

2010

Vídeo e notas-desenhos

Concepção: Raquel Stolf

Edição e notas-desenhos: Raquel Stolf

Apoio técnico e operador de câmera:

Helder Martinovsky

Duração (vídeo): 2’48”

Dimensões (notas-desenhos): 12,7cm x 10,5cm (cada)

Sinopse: Fragmentos de gravações do fundo do mar em torno da ilha de Santa Catarina (em áreas com profundidade máxima de três metros) são intersectados com notas-desenhos, que indicam investigações sobre o silêncio enquanto rumor incessante, propondo-se tipologias de fundos do mar. 

 

 

Fundo de rio sob ruído de fundo [dia 1, dia 2, dia 3]

2011-2013

Vídeos e notas-desenhos*

Concepção, câmera, edição e notas-desenhos: Raquel Stolf

Duração (blocos de videos): 4’38’’; 4’30’’; 4’52’’

Sinopse: Fragmentos de gravações do fundos de rios (em áreas com profundidade máxima de três metros) são intersectados com notas-desenhos, que indicam investigações sobre o silêncio enquanto rumor incessante, propondo-se tipologias de fundos de rio. 

* As notas-desenhos e tipologias impressas, integram a versão do trabalho apresentada na publicação PLUVIAL FLUVIAL, org. Claudia Zimmer e Raquel Stolf, Florianópolis: Editora da Casa, Céu da boca, Olho-ilha, 2013. 

 

Pedra-fantasma

2012-2013

Concepção: Raquel Stolf e Helder Martinovsky

Captura, revelação, montagem e projeção:

Helder Martinovsky

Ação, captura, edição de áudio e textos: Raquel Stolf

Projeto composto por filme super-8 (projetado na abertura da exposição, com duração de 2’32’’) e áudios digitais (veiculados sob caixa branca perfurada, duração de 1’22’’, alternados com 7’ de silêncio).

Sinopse: Sete pedras do fundo de um rio são trocadas de lugar. O inexato momento em que cada pedra é lançada em outra posição (7 quedas),

é registrado em filme e áudio. As trocas de pedras no fundo do rio

tornam-se imperceptíveis após a ação.

_agradecimentos: Ralf Tambke (pela câmera super-8 à prova d’água)

 

 

Fundo do ar

1996-2013

Instalação: fotografias, molduras brancas (madeira e vidro), algumas pedras brancas, prateleiras, folha de caderno, lâmina de plástico, clip branco de metal, material impresso distribuído (impressão offset sobre papel 56g), áudio (faixa Pulsa a voz, da publicação sonora Céu da boca), caixa branca, equipamento de mp3 com áudio, fone de ouvido, vídeo.

 

 

Pedra branca

1999

Instalação: objeto (pedra redonda, colher de madeira pintada) e parede

 

 

esse/este

2012-2013

Publicação insonora (2 versões): impressão a laser sobre papel sulfite 110g

Dimensão: 30 cm x 30 cm

 

Anúncios